Made in Japan Restaurantes Japoneses Hashitag Henshin Mangás JBC AkibaSpace BMA

Lolla 2018: Música, Arte e Entretenimento

em 15 de abril de 2018Grandes ícones do Rock e do Pop marcam presença no festival

(Foto: Michelle Keyne)

Um misto de sensações proporcionadas inteiramente pela música. Ela, que tem o poder de mexer com a nossa mente e nosso corpo, nos leva a atmosferas regadas a muita energia e momentos inesquecíveis.

O Festival Lollapalooza, que ocorreu em março, trouxe 72 atrações e atraiu mais de 100 mil pessoas, em cada um dos três dias de evento.

Os destaques deste ano causaram euforia e ansiedade na galera. No primeiro dia, tivemos a presença de novos artistas, como Vanguart, Mallu Magalhães e Oh Wonder. Mas a atração mais aguardada foi o quarteto Red Hot Chili Peppers. Antes do show começar, as reações foram diversas, juntamente com o público, que ia da velha guarda aos juvenis. Assim que Anthony subiu ao palco com a banda, nos tornamos um só, partilhando do repertório e da noite.

Dia 2

O segundo dia iniciou repleto luz e muito calor (diga-se de passagem), e a maratona musical seguia firme! Via-se de tudo! Dos hipsters à galera do Hip-Hop, do Rap e do Rock, todos estavam aproveitando cada minuto do festival, que fluía de maneira interativa. Enquanto as atrações destacadas no cronograma não subiam ao palco, nos stands de patrocinadores do evento, rolavam pocket shows de bandas independentes, trazendo novidade e curiosidade com os ritmos ali apresentados.

(Foto: Michelle Keyne)

A line-up desse dia estava diversificada. Íamos de The National, Kygo, DJ Snake, Mac Miller à Mano Brown e O Terno, representando a cena musical brasileira. À noite, Imagine Dragons cantou hits como ‘’Believer’’, e a dançante ‘’Start Over’’. Quando ”It’s time’’ começou, Dan Reynolds (vocal da banda) transmitiu no decorrer da música, a mensagem de não mudar sua essência, por padrões que existem hoje na sociedade, levantando a bandeira da diversidade de todos os gêneros, emocionando à todos que estavam lá, e encerrou o show com o hit ‘’Radioactive’’.

Fechando o sábado com chave de ouro, Pearl Jam reuniu a multidão, nos levando a uma espécie de máquina do tempo, enquanto as melodias clássicas nos embalava a cada acorde e solos de guitarra.

Último dia

No último dia a felicidade seguia incessante. As memórias incríveis que foram proporcionadas a nós, a expectativa para ver de perto artistas que nos acompanham em momentos de nosso dia a dia se aproximavam cada vez mais.

Milky Chance alegrou a tarde de sol, onde dançamos todos num mesmo ritmo, junto a sorrisos que pairavam no ar. A sequência ficou por conta da banda The Neighbourhood, cantando sucessos como ‘’Cry Baby’’, “Afraid’’ e ‘’ Daddy Issues’’.

Liam Gallagher encantou a todos, recordando hits de sua época com a banda Oasis, intercalando com suas músicas como cantor solo atualmente.

A noite se aproximava, e a cantora Aurora, conhecida por poucos, e por mim inclusive, que vi parte da apresentação, me encantei com a performance e as músicas incríveis apresentadas lá. Lana Del Rey, um dos destaques do evento, realizou a apresentação com graça e charme, nos envolvendo com ‘’Born to die’’, ‘’ High By The Beach’’ e ‘’ National Anthem’’.

A atração final ficou por conta da banda The Killers. Aos poucos, o autódromo lotava, e a excitação aumentava. É engraçado ver a importância da música e o que ela representa para cada um.

(Foto: Michelle Keyne)

Nesse dia pude presenciar e sentir isso, em especial de um amigo que me acompanhou nos três dias do evento. A banda fez parte da vida dele, e era sua primeira vez os vendo de perto.

Ressalto esse momento aqui, mas acredito que cada pessoa que estava lá, carregava consigo lembranças e, revivê-las ali, em alto e bom som é simplesmente uma experiência que não existe explicação ou palavras que pudessem descrever o momento.

A magia se fez presente do início ao fim. Choramos, sorrimos, cantamos e dançamos. Tenho certeza que cada instante desse festival, ficará marcado em nossas memórias e em nossos corações para sempre.

(Foto: Fábio Tito/g1)

Michelle Keyne

Fotógrafa, amante de música e filmes.

Notícias Relacionadas

Mangás JBC